Como Entender As Lições De Uma Crise?

Entendendo os sinais e as mensagens que os problemas apontam.

por FRANCISCO BORRELLO

Como e Por Que Entramos Em Crise?

Como corrigir o perfil mental e emocional causador do problema?

(3º capitulo da serie – Resolvendo Problemas)

Para a  Metafisica  a causa dos problemas que nos atingem em qualquer área de nossas vidas vem de um desequilíbrio mental, emocional ou de comportamento.

Define os sinais e as mensagens que as crises trazem em seu conteúdo.

A metafísica explica que todas as crises, problemas e doenças têm sua origem em emoções e atitudes desequilibradas (lei de ação e reação).

Ao descobrir esses desequilíbrios podemos mudar as atitudes e trabalhar as emoções especificas que estão erradas.

Uma boa maneira de fazer leituras metafísicas quando tiver um problema, ou seja, saber qual é o desvio de perfil emocional que construiu a energia dessa crise, seria usar a sabedoria dos átomos onde se aprende que  energias semelhantes se atraem.

De uma maneira muito lógica e simples imaginemos que temos um problema no joelho e pretendêssemos saber qual a emoção causadora desse sintoma:

1º passo: defina a função física de um joelho

Por Ex:. Dobrar – Impulsionar – Flexionar

2º passo: Pela regra de atração por semelhanças, sabemos que se temos um problema no físico teremos algo semelhante no emocional.   Então use as palavras acima para identificar quais aspectos do perfil emocional do paciente estariam com desajustes. Depois com algumas perguntas você identifica exatamente quais os desvios. Exemplos de perguntas usando as palavras que definem joelho:

Onde ou quando você esta inflexível?

Onde ou quando você não voltou atrás ao errar ou não pediu perdão?

Onde ou quando se mostrou rígido, teimoso ou imóvel perante uma situação?

Dessa maneira chegaríamos ao que precisa ser corrigido em nossos comportamentos, ou seja, à leitura metafisica e assim criaríamos condições de resolver o problema.

 

Vamos montar um exemplo baseado em problema de saúde.

A dor é o meio de comunicação entre o Consciente e Inconsciente e mais de 90% de nossa atividade mental é inconsciente.

Sabe-se que essa conversa interna é muito realizada através de sinais.

As nossas sensações corporais conversam com nossa consciência.

Exemplos: Sensação de Fome – vontade de comer algo amargo, ou doce ou azedo / sentir dor / sentir frio.

O corpo e o organismo mandam sinais que vão do tipo de alimento que precisa para auto equilibrar-se e para manter a sua integridade até chegar em arrepios ou apertos no estomago como citado nos exemplos acima.

Por isso uma vontade repentina que não entendemos é um sinal de uma necessidade corporal de ajustes e deveria ser respeitada.

A medicina de hoje trata os sistemas do corpo com a ideia que um ajuda o outro na função de manter a integridade do organismo.

Os sinais do sistema nervoso transmitem-se através de sensações para a nossa consciência.

A dor é um sinal de alerta e não um castigo divino.

O corpo emite sinais contra a violência que exercemos contra nós mesmos.

A não espontaneidade ou excessos podem provocar sensações como a de fome ou dor de barriga ou sono, etc.

A nossa conjuntura física (organismo) funciona enquanto estivermos no comando (vivos).

No decorrer da vida vamos devolvendo ao universo, pedaços de nosso corpo e quando o nosso sistema de integridade não suporta mais as pressões da existência corpórea é que entramos em decomposição total (morte).

Estarmos (vivos) aqui no planeta é para o nosso estágio evolutivo a melhor opção para aprendermos mais suavemente o que necessitamos.

Entre as lições mais comuns de aprendizado e que mais crises provocam estão o  Desapego da Matéria e da Família.

Aprendermos a nos auto pilotar melhor para podermos voltar ao plano astral em melhores condições, é um dos objetivos de nossa existência neste jardim da infância da eternidade chamado Terra.

 

A vida cria situações para nos ajudar a lidar com medos, raivas e arrogância.  Isso pode-se entender como uma crise ou problema.

Repito que as situações que a vida manda não são castigos mesmo que pareçam. São oportunidades para melhorarmos algo que necessita ser aprimorado em nossos comportamentos.

A crise, na verdade possibilita a solução nos alertando sobre nossas deficiências.

Assim é a dor:

Por que a dor no pé e não na cabeça?

Por que em você e não no outro?

Como não há coincidências, neste exemplo a dor ocorre no local exato e na pessoa certa, segundo a necessidade.

Isso ocorre porque na relação mente-corpo, nós desorganizamos nosso organismo na direção originaria da desordem, ou seja, as energias se atraem por semelhança.

O tipo de vida, de pensamento, de atitude tem tudo a ver com as perdas, problemas, dores e doenças que nos atingem.

Crises que nos ocorrem, representam e sinalizam o que precisamos para evoluir e não o que merecemos.

Entender esse processo é meio caminho andado para manter a integridade.

É possível então compreender que para inverter processos de crise precisamos inverter atitudes, seguindo os sinais que o corpo nos envia.

Ex. Dobrar o orgulho e perdoar promove a dissolução de campos bloqueados que proporcionaram a doença ou a crise.

A dor chega quando nada mais resolve no sentido de lhe acordar e quando todas as mensagens, avisos e sinais foram desprezados.

Ex. Uma vontade de ir ao banheiro, não atendida vai se transformar numa tremenda dor de barriga (não atendeu os sinais).

O corpo recebe a influência do cérebro e nós agimos no cérebro mudando ou mantendo comportamentos.

Exs. Acordar às 7hs. Comer as l2hs. Não agüento mais estou perdido. Não adianta mais. Minha vida não será a mesma. Estou perdido. Não tenho mais prazer de viver.

As mensagens que enviamos podem ser negativas e o corpo então se desorganiza enviando sinais (dor, doença) que na verdade carregam mensagens que se notadas e identificadas sinalizarão para alterar atitudes e pensamentos que deram origem a crise e que quando alterados propiciarão a cura.

Seguindo esses sinais evoluímos nos fatores de saúde, relacionamentos e de prosperidade material.

 

Portanto: A seqüência é:

Entender a Mensagem  1º PILAR

Dissolver a causa mudando comportamentos  2º PILAR     

Evoluir com as questões resolvidas     3º  PILAR

Anúncios